EMBALAGEM REVERSE - UM CONVITE À CRIAÇÃO


A embalagem Reverse surge de inquietações acerca da cadeia produtiva da moda:

A primeira é que, na técnica de moulage (modelagem tridimensional), o algodão cru é utilizado para produzir os moldes das criações. Após o término da peça, no entanto, esses moldes são transferidos para o papel e perdem sua serventia, costumando ser guardados.


Outro ponto, é o fato de que, na embalagem dos produtos costuma-se utilizar materiais de uso único, o que causa um impacto desproporcional no meio.

Ainda, a coleção, de forma mais ampla, está embebida na vontade de envolver o usuários no processo criativo, o que é possível pela versatilidade das peças.


Daí surgiu a ideia de criar uma embalagem reutilizando as telas de algodão cru. E, de quebra, buscou-se estimular a criatividade de quem recebe um dos produtos.

Explicando: as embalagens foram compostas visando uma reordenação futura, o que permite a transformação da mesma numa bolsa.

A fita que embalava se torna a alça dessa bolsa, de uma pochete ou do que a criatividade propiciar. São quatro aberturas laterais, que possibilitam múltiplas combinações para essa alça.


Te convido a explorar as diferentes formas de (re)utilização, à tua maneira.

Reverse!